quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tudo sobre o gás Natural

Postado por Thiago às 16:02 ,

GNV (Gás Natural Veicular) é a terminologia utilizada para o Gás Natural usado como combustível para veículos automotores. Extraído do solo em sua forma original, é resultado da transformação de matéria orgânica, sob a ação de pressão, temperatura e outros fatores.
Comparando com outros combustíveis, o GNV apresenta uma série de vantagens. Além da economia proporcionada de até 65% em relação ao combustível original, o GNV não apresenta impurezas ou resíduos de sua combustão - poluindo menos. Além disso, em caso de acidente, gás dissipa-se na atmosfera.
Gás Natural

Localização do Gás Natural

O território brasileiro é rico em Gás Natural e possui reservas comprovadas superiores a 383 bilhões m3. Existem 17 Estados e 141 cidades brasileiras utilizando o GNV como combustível. Há 1091 postos de abastecimento e são vendidos 165.624.000 m3/mês, segundo dados de outubro de 2005.
Pode-se ver na imagem ao lado que o Gás Natural é encontrado no subsolo, por acumulações de gás que ocorrem em rochas porosas, isoladas do exterior por rochas impermeáveis, associadas ou não a depósitos petrolíferos.
Gás Natural

Uso e Vantagens

  • Economia de até 65% no combustível
  • Evita adulteração de combustível
  • Evita roubo do combustível
  • Proporciona menor impacto ambiental.
Gás Natural

Identificação e Nomenclatura

Nome Comercial: Gás Natural
Família Química: Mistura de hidrocarbonetos
Sinônimo: Gás Combustível
N°. ONU: 1971
Registro PETROBRÁS: PB0001
Registro LabSafe: LX0001

Composição Química (Molar) do Gás Natural

A composição molar do Gás Natural varia no dia a dia, dependendo das quantidades molares de cada um de seus componentes.
A composição molar típica se encontra entre os seguintes valores
  • C-6 0,05 - 0,10 %
  • Propano 1,50 - 2,00 %
  • I-butano 0,30 - 0,50 %
  • N-butano 0,30 - 0,50 %
  • Neopentano 0,0015 - 0,0020 %
  • I-pentano 0,05 - 0,10 %
  • N-pentano 0,05 - 0,10 %
  • Nitrogênio 0,50 - 1,00 %
  • Metano 85,00 - 90,00 %
  • Dióxido de Carbono 0,50 - 1,50 %
  • Etano 5,00 - 6,00 %

    Principais Propriedades Físico-Químicas

    Toxicidade

    Como mostra a sua composição molar, não existe nenhum componente tóxico no Gás Natural. No entanto, a presença do Gás Natural em grandes quantidades em ambientes fechados pode produzir afogamento por deslocamento de oxigênio.

    Odor

    O Gás Natural não apresenta odor nenhum em seu estado natural, que corresponde ao modo como ele é transportado. Não de deve confundir com o gás GLP (Gás Liqüefeito de Petróleo, mais conhecido como gás de cozinha), que é aromatizado artificialmente como medida de segurança.

    Densidade Relativa

    A densidade relativa do gás é uma medida de comparação da densidade do gás com a densidade do ar. Para efeitos de comparação, a tabela abaixo mostra as diferentes densidades relativas de outros combustíveis.
    Tipo de Gás Densidade Relativa
    (condições ambientes)
    Gás Natural 0,60
    Propano 1,50
    Butano 2,00
    Gasolina 3,00
    GLP (gás de cozinha) 1,50

    Poder Calorífico do Gás Natural

    O poder calorífico dos gases quantifica a sua capacidade de gerar energia, uma vez efetuada a combustão. Os gases com maior capacidade calórica são os mais pesados, sendo no entanto mais instáveis e perigosos.
    A tabela abaixo mostra também os poderes caloríficos de outros combustíveis, para efeitos de comparação.
    Tipo de Gás Poder Calorífico
    Gás Natural 1.000 - 1.100 BTU/ft3
    Propano 1.500 BTU/ft3
    Butano 3.250 BTU/ft3
    Gasolina 4.750 BTU/ft3
    GLP (gás de cozinha) 2.500 BTU/ft3
    O Gás Natural boliviano apresenta os seguintes valores médios:
    Poder Calorífico Seco: 1.070 BTU/ft3
    Poder Calorífico Saturado: 1.050 BTU/ft3

    Temperatura de Combustão dos Gases

    A temperatura de combustão do gás é um fator importante no manuseio e transporte de combustíveis. Seguem os valores do Gás Natural e de outros combustíveis gasosos:
    Tipo de Gás Temperatura de Combustão
    Gás Natural 649 °C = 1.200 °F
    Propano 482 °C = 900 °F
    Butano 404 °C = 760 °F
    Gasolina 315 °C = ~600 °F
    Acetileno 304 °C = 580 °F
    Os gases com temperaturas de combustão muito baixas são considerados instáveis. O Gás Natural apresenta uma temperatura muito alta quando comparado aos outros gases combustíveis, sendo por tanto mais estável e mais seguro.

    Limites de Inflamabilidade do Gás

    A quantidade de gás necessária para compor uma mistura explosiva com o ar depende da densidade e da composição do gás.
    No caso do Gás Natural, a composição molar definirá os limites de inflamabilidade, como se mostra na seguinte tabela:
    Componente Composição
    (% molar)
    Limite Inferior
    (% volume)
    Metano 91,80 5,0
    Etano 5,58 3,0
    Propano 0,97 2,1
    N-butano 0,03 1,8
    I-butano 0,02 1,8
    Pentano 0,10 1,5
    Nitrogênio 1,42 -
    CO2 0,08 -
    TOTAL 100,00 -

    Limite Superior
    (% volume)
    LII X
    (% molar)
    LSI X
    % molar)
    15,0 4,5900 13,7700
    12,4 0,1674 0,6919
    9,5 0,0204 0,0922
    8,4 0,0005 0,0025
    8,4 0,0004 0,0017
    7,8 0,0015 0,0078
    - - -
    - - -
    - 4,7800 14,5661
    A tabela abaixo mostra os limites de inflamabilidade do Gás Natural, comparados ainda com outros combustíveis gasosos:
    Tipo de Gás L.E.L. U.E.L.
    Gás Natural 4,0 % 14,0 %
    Propano 2,0 % 9,5 %
    Butano 1,5 % 9,0 %
    Gasolina 1,3 % 8,0 %
    Acetileno 2,5 % 80,0 %
    Fontes:
    -www.pantanalenergia.com.br
    -www.vw.com.br

Back Top

0 comentários:

Postar um comentário